QR Code em embalagem de Heinz levava consumidor a site impróprio

Por não saber a diferença entre um QR Code e um Midiacode,  você pode ter muita dor de cabeça ao publicar um conteúdo.

Foi o que aconteceu com a empresa Heinz. Criou um conteúdo utilizando um QR Code comum e teve uma grande surpresa desagradável. Ketchup da marca Heinz: ao entrar na página, consumidor se deparou com centenas de vídeos de sexo explícito (Scott Eells/Bloomberg)

A Heinz pediu desculpas nesta semana a um alemão que foi direcionado a um site de pornografia após escanear um QR Code impresso em uma das embalagens de ketchup da empresa. Daniel Korell escaneou o código acreditando que seria direcionado a um site promocional onde poderia desenhar seu próprio rótulo para o ketchup Heinz.

Mas, segundo o jornal alemão The Local, a campanha para redesenhar a embalagem do produto havia terminado no ano passado, e o domínio expirou no começo deste ano. O problema é que o domínio do site ao qual o QR Code direcionava foi comprado por uma empresa alemã de pornografia chamada FunDorado.

Por isso, ao entrar na página Korell se deparou com centenas de vídeos de sexo explícito.

O alemão avisou a Heinz sobre o que havia acontecido no perfil da empresa no Facebook, afirmando que o ketchup “provavelmente não é para menores” e criticando a empresa por permitir que seu domínio expirasse.

A Heinz respondeu ao comentário: “nós realmente nos arrependemos muito pelo evento e estamos felizes em adotar suas sugestões quando implementarmos novas campanhas no futuro”.

A empresa afirmou que irá enviar uma garrafa de ketchup com o rótulo que Korell desenhar. No mesmo post, a produtora alemã de pornografia FunDorado ofereceu a Korell uma assinatura de um ano gratuita ao seu site.

(matéria extraída da exame.com, publicada em junho de 2015)